É mais fácil fazer ou receber criticas?

(importado do meu antigo blog – 02/02/2006 – 22:50:09)
Alvo de críticas

(foto retirada desse site)

Lanço de cara uma pergunta – O que é mais difícil: Criticar ou ser criticado?

De cara eu pensei que é ser criticado. Quando você está aprendendo, você acaba assimilando as críticas como “conselhos para crescer”, mas fica difícil aceitar algo quando você se considera bastante apto em tal assunto… Sei lá, mexe com o Ego, parece que você esta ganhando um atestado de incompetência.

Porém logo depois, acabei achando que o mais difícil é criticar. Na verdade, criticar simplesmente por criticar é fácil. Difícil é fazer uma crítica construtiva.

Primeiro porque a pessoa para fazer uma crítica construtiva tem que ter autocrítica. Não acho bom ser do “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”. Jamais falaria que “isso aqui ta uma bagunça”, sendo que eu sou um das pessoas mais bagunceiras que existe.

Segundo porque para fazer uma crítica construtiva, você tem que saber do assunto tratado, entender o outro lado da pessoa, e apresentar uma solução plausível para aquilo tudo que você criticou.

Terceiro porque saber aceitar outras idéias, ou receber uma crítica de sua crítica normalmente é extremamente difícil. Você passa de crítico a criticado em um piscar de olhos, e acaba juntando as duas posições.

Já no Itaim, perto da Escola, cheguei a duas conclusões: O mais difícil é ser humilde para receber as críticas visando melhorar o trabalho e humilde para criticar visando o crescimento da pessoa, e não para desmerecê-la. E que transito é um ótimo lugar para ficar pensando em coisas bobas como esta…

Por que eu pensei nisso tudo?

Crítica: Luana leva 6 meses para ler livro (Folha de SP)

This entry was posted in Editorial. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published.